sábado, 23 de abril de 2011

Colégio Estadual Barão do Cerro Azul
Ensino Fundamental, Médio, Normal e Profissional

PROPOSTA CURRICULAR GEOGRAFIA

Apresentação da Disciplina

A Geografia esteve presente de forma intrínseca, em todo o processo de evolução humana, adquirindo características diferenciadas decorrentes das necessidades sociais de cada período histórico.
Na antiguidade era descritiva baseada nas observações e no conhecimento empírico, destacava as características físicas da terra e a relação homem-natureza, posteriormente com o avanço nos saberes geográficos e da economia imperial, novos conhecimentos foram introduzidos aos estudos geográficos.
Já na Idade Média a supremacia da Igreja sobre o poder e o conhecimento, renega os avanços científicos da Geografia e a importância das conquistas territoriais, faz da Geografia um instrumento militar. Com o renascimento comercial e as grandes navegações marítimo-européias, a geografia volta a assumir um caráter descritivo, porém promove o desenvolvimento da cartografia e os temas geográficos tornam-se parte das indagações científicas.
Durante o séc. XIX, apoiadas pelas nações colonizadoras, surgem na Europa as sociedades Geográficas: a Escola Francesa e a Escola Alemã, onde Ratzel sistematiza a geografia dando a ela um caráter científico e uma preocupação com a relação sociedade-natureza. E no Brasil nessa época já se colocam algumas idéias sobre a descrição do território, sua dimensão e paisagens naturais.
Já em 1930 com o nacionalismo de Vargas, ela se torna uma disciplina escolar, assumindo, porém, um caráter enciclopedista e decorativo.
Com o militarismo, a geografia perde sua identidade, funde-se com a história dando origem a disciplinas como: Estudos Sociais, Educação Moral e Cívica e OSPB, voltadas para educação profissionalizante.
Nos anos 80, ocorre o desmembramento da disciplina Estudos Sociais e voltam a existir as disciplinas de Geografia e História.
Em 1990, a expansão do capitalismo e do neoliberalismo marca a ciência Geográfica, através da elaboração dos PCNS (Parâmetros Curriculares Nacionais).
Em 2003, buscando romper a dicotomia entre a Geografia Física e a Geografia Humana, iniciam-se as discussões e análises para a elaboração das Diretrizes Curriculares para o ensino da Geografia, ocasião em que a construção do espaço geográfico é compreendida como objeto fundamental do estudo da Geografia, considerando ser o resultado da relação e inter-relação homem-meio, surgindo assim uma Geografia Sócio-Ambiental. Ainda, torna-se necessário que a Geografia promova o conhecimento sobre as diferentes formas de construção do espaço, bem como a inter-relação entre as questões étnicas, culturais, sociais e políticas. Para tanto, ela faz uso de conteúdos estruturantes abordando a Geografia a partir da dimensão econômica, política, cultural, demográfica e socioambiental do espaço geográfico que norteiam os conteúdos básicos do aprendizado do aluno fundamentando-os numa perspectiva crítica em relação aos conceitos de paisagem, lugar, região, território, natureza e sociedade buscando assim atingir os objetivos da Geografia.
Os saberes escolares construídos na prática escolar pelo estudo dos conteúdos geográficos devem permitir ao educando o conhecimento do espaço local, a comparação dele com outros lugares ajudando a compreender melhor sua inserção territorial e cultural, contribuindo assim para a construção de uma identidade pessoal e comunitária mais ampla, permitindo que ele possa interferir nessa realidade de forma consciente. Observando suas transformações socioculturais e os avanços tecnológicos, valorizando as diversidades culturais, étnicas, sociais e ambientais existentes no seu meio, reconhecendo os seus direitos individuais e dos povos bem como seus deveres para o fortalecimento da democracia.
A construção do conhecimento geográfico permite ainda ao educando a análise, a discussão e o aprofundamento evitando uma visão superficial dos problemas reais do mundo, e permitindo assim a construção de uma cidadania planetária.


CONTEÚDOS POR SÉRIE - 5ª SÉRIE

Estruturante: DIMENSÃO ECÔNOMICA

Básico
-Dinâmica da natureza e sua alteração pelo emprego de tecnologias de exploração e produção
-A formação, localização e exploração dos recursos naturais
-A distribuição espacial das atividades produtivas, a transformação da paisagem, a (re) organização do espaço geográfico
-As relações entre o campo e a cidade na sociedade capitalista

Específico
-Diferença entre espaço natural
-A natureza e o trabalho humano
-Atividades econômicas
-Os setores da economia
-A interdependência entre as atividades econômicas:- Indústria;
-Comércio;
-Transportes.


Estruturante: DIMENSÃO POLÍTICA

Básico
-Dinâmica da natureza e sua alteração pelo emprego de tecnologias de exploração e produção
-A evolução demográfica, a distribuição espacial da população e os indicadores estatísticos
-As diversas regionalizações do espaço geográfico


Específico
-Localização.
-Noção de lugar e espaço.
-Conceito de localização – (município, estado, país e microrregiões).
-Orientação.
-Coordenadas geográficas.
-Fusos horários (importância dos meridianos)

Estruturante: DIMENSÃO CULTURAL DEMOGRÁFICA

Básico
-A mobilidade populacional e as manifestações socioespaciais da diversidade cultural
-A evolução demográfica, a distribuição espacial da população e os indicadores estatísticos, contemplando as leis 10639/03 e 11645/08, referente a historia e cultura afro-brasileira, africana e dos povos indígenas.

Específico
-Espaço de vivência.
-Como se apresenta as diferenças culturais regionais
-Formação da população regional e local
-Os grupos étnicos e sua influência nas atividades culturais e econômicas



Estruturante: DIMENSÃO SÓCIOAMBIENTAL

Básico
-Formação e transformação das paisagens naturais e culturais
-Dinâmica da natureza e sua alteração pelo emprego de tecnologias de exploração e produção, contemplando a lei 9795/99 referente a política nacional da educação ambiental.
-A formação, localização e exploração dos recursos naturais

Específico
-Condições do aspecto ambiental (local).
-Transformações do espaço natural.
-Zonas térmicas ou climáticas da Terra (importância dos paralelos).
-Relevo (noções gerais)
-Hidrografia (noções gerais)
-Clima (noções gerais)
-Vegetação (noções gerais)
-Recursos naturais renováveis e não renováveis.
-Extrativismo.
CONTEÚDOS POR SÉRIE – 6ªSÉRIE

Estruturante: DIMENSÃO ECONÔNICA

Básico
-A dinâmica da natureza e sua alteração pelo emprego de tecnologias de exploração e produção
-As diversas regionalizações do espaço brasileiro
-O espaço rural e a modernização da agricultura
-A formação, o crescimento das cidades, a dinâmica dos espaços urbanos e a urbanização
-A Distribuição espacial das atividades produtivas (re) organização do espaço geográfico
-A circulação de mão-de-obra, das mercadorias e das informações

Específico
-Agropecuária brasileira e sua distribuição no espaço geográfico:
-Principais produtos agrícolas
-Principais rebanhos.
-Na economia o papel da indústria e do comércio no território brasileiro e em relação a outros países
-Diferenciação entre exportação e importação





Estruturante: DIMENSÃO POLÍTICA

Básico
-Formação territorial brasileira
-A formação, mobilidade das fronteiras e a reconfiguração do território brasileiro
-As diversas regionalizações do espaço brasileiro
-A Distribuição espacial das atividades produtivas (re) organização do espaço geográfico


Específico
-Localização espacial do Brasil.
-Extensão territorial do Brasil.
-Posição geográfica (astronômica)
-País subdesenvolvido (emergente) e industrializado
-Renda per capita, PIB, PNB, IDH, crescimento vegetativo, grau de instrução e expectativa de vida do Brasil
-Regiões político administrativas.
-Regiões geoeconômicas.



Estruturante: DIMENSÃO CULTURAL DEMOGRÁFICA

Básico
-A dinâmica da natureza e sua alteração pelo emprego de tecnologias de exploração e produção
-As diversas regionalizações do espaço brasileiro
-A mobilidade populacional e as manifestações socioespaciais da diversidade cultural, contemplando as leis 10639/03 e 11645/08, referentes a história e cultura afro-brasileira, africana e dos povos indígenas.
-A evolução demográfica da população, sua distribuição espacial e indicadores estatísticos
-Movimentos migratórios e suas motivações
-Os movimentos sociais, urbanos e rurais, e a apropriação do espaço
-A formação, o crescimento das cidades, a dinâmica dos espaços urbanos e a urbanização


Específico
-População brasileira – sua formação, composição étnica e cultural
-Indicadores socioeconômicos - (mortalidade infantil, taxa de natalidade, taxa de mortalidade, taxa de analfabetismo, PEA...)
-(Conceito de urbanização – município, cidade, metrópole, megalópole).
-Diversidade cultural em relação aos diferentes grupos étnicos e regionais



Estruturante: DIMENSÃO SÓCIOAMBIENTAL

Básico
-As diversas regionalizações do espaço brasileiro
-A evolução demográfica da população, sua distribuição espacial e indicadores estatísticos
-Os movimentos sociais, urbanos e rurais, e a apropriação do espaço
-A formação, o crescimento das cidades, a dinâmica dos espaços urbanos e a urbanização, contemplando alie 9795/99 referente a política nacional da educação ambiental.
-A Distribuição espacial das atividades produtivas (re) organização do espaço geográfico


Específico
-Localizar e analisar os diferentes ecossistemas brasileiros e sua inter relação com os aspectos físicos - levando-se em consideração os diferentes tipos de relevo, hidrografia, clima, vegetação e fauna – econômicos e humanos.




CONTEÚDOS POR SÉRIE – 7ª SÉRIE

Estruturante: DIMENSÃO ECONÔMICA DA PRODUÇÃO

Básico
-O comércio em suas implicações socioespaciais
-A circulação de mão-de-obra, do capital, das mercadorias e informações
-A distribuição espacial das atividades produtivas, a (re) organização do espaço geográfico
-As relações entre o campo e a cidade na sociedade capitalista
-O espaço rural e a modernização da agricultura
-Os movimentos migratórios e suas motivações
-A formação, a localização, exploração dos recursos naturais contemplando a lei 9795/99 da política nacional da educação ambiental.

Específico
-As grandes potências industriais e tecnológicas
-A industrialização – clássica, planificada e retardatária.
- Economia americana: agricultura, pecuária, comércio, indústria.
-Economia das regiões polares: agricultura, pecuária, comércio, indústria.


Estruturante: DIMENSÃO POLÍTICA

Básico
-As diversas regionalizações do espaço geográfico
-A formação, mobilidade das fronteiras e a reconfiguração dos territórios do continente americano
-A nova ordem mundial, os territórios supranacionais e o papel do Estado
-A distribuição espacial das atividades produtivas, a (re) organização do espaço geográfico
-Os movimentos migratórios e suas motivações


Específico
-Regionalização mundial e Américas.
-Critérios para regionalização do espaço mundial.
-A unidade e diversidade das nações do mundo.
-Os continentes (quadro-síntese com características gerais).
-Divisão histórica geográfica do mundo: Velho, Novo e Novíssimo Mundo.
-As divisões geradas pelo homem
-Sistema capitalista
- Sistema socialista e comunista
- Países desenvolvidos e subdesenvolvidos, características (comparação de indicadores sócios econômicos).
- Países centrais e periféricos (emergentes/ em desenvolvimento)
-A divisão Norte/Sul
-As diversidades das Américas: América do Sul, Central e do Norte e Regiões polares, visando seus aspectos físicos, econômicos, sociais, ambientais e humanos
-Blocos econômicos regionais de cada América (ALCA, MERCOSUL, NAFTA...).

Estruturante: DIMENSÃO CULTURAL DEMOGRÁFICA

Básico
-As diversas regionalizações do espaço geográfico
-A formação, mobilidade das fronteiras e a reconfiguração dos territórios do continente americano
-A evolução demográfica da população, sua distribuição espacial e os indicadores estatísticos
-Os movimentos migratórios e suas motivações
-A mobilidade populacional e as manifestações socioespaciais da diversidade cultural contemplando as leis 10639/03 e 11645/08, referente a história e cultura dos afro-brasileiros, africana e dos povos indígenas.

Específico
-América anglo-saxônica e latina (colonização e características sócio econômicas)
-População das Américas.
-População das Regiões polares


Estruturante: DIMENSÃO SÓCIOAMBIENTAL

Básico
-A evolução demográfica da população, sua distribuição espacial e os indicadores estatísticos
-A formação, a localização, exploração dos recursos naturais




Específico
-Origem dos continentes – deriva dos continentes e placas tectônicas
- A superfície terrestre (continentes oceanos e mares).
-As paisagens naturais mundiais.
-Aspectos físicos do continente americano: relevo, hidrografia, clima e vegetação.
-Aspectos físicos das regiões polares: relevo, hidrografia, clima e vegetação.
CONTEÚDOS POR SÉRIE - 8ª SÉRIE

Estruturante: DIMENSÃO ECONÔMICA DA PRODUÇÃO

Básico:
-A nova ordem mundial, os territórios supranacionais e o papel do Estado
-A revolução técnico-científico-informacional e os novos arranjos no espaço da produção
-O comércio mundial e as implicações socioespaciais
-A distribuição das atividades produtivas, a transformação da paisagem e a (re) organização do espaço geográfico
-A formação, localização exploração dos recursos naturais
-O espaço em rede: produção, transporte e comunicações na atual configuração territorial


Específico:
-Histórico (revoluções: neolítica, navegações, industrial e técnico-científica).
-Os principais fluxos da Globalização
- Tecnologia – informática.
- Capital
-Mercadorias.
-Economia dos continentes: agricultura, pecuária, comércio, indústria.


Estruturante: DIMENSÃO CULTURAL DEMOGRÁFICA

Básico
-A evolução demográfica da população, sua distribuição espacial e os indicadores estatísticos
-A mobilidade populacional e as manifestações socioespaciais da diversidade cultural, contemplando as leis 0639/03 e 11645/08 referente a historia e cultura afro-brasileira e africana e dos povos indígenas.
-Os movimentos migratórios mundiais e suas motivações, contemplando a lei 10639/03, referente a historia e cultura afro-brasileira e africana e dos povos indígenas.
-O espaço em rede: produção, transporte e comunicações na atual configuração territorial



Específico
-Fluxos das informações / comunicações.
-Fluxos de pessoas – transportes.
- Urbanização mundial
-Conceitos: rede urbana, conturbação, metrópole, megalópole, cidades regionais.
-Cidades globais, Meg acidades e tecnopólos.
-População – aspectos demográfica dos continentes
-Imposição cultural dos países dominantes (consumismo, artes, músicas, filmes, produtos, mídia, idéias...)
-A novas fronteiras criadas pela globalização

Estruturante: DIMENSÃO POLÍTICA

Básico
-As diversas regionalizações do espaço geográfico
-A nova ordem mundial, os territórios supranacionais e o papel do Estado
-A formação, mobilidade de fronteiras e a reconfiguração de territórios
-O espaço em rede: produção, transporte e comunicações na atual configuração territorial


Específico
-Visão geográfica e cartográfica (países, continentes, coordenadas, linha imaginárias).
-Nova ordem mundial – Globalização.
-A expansão do capitalismo.
-Os principais fluxos da Globalização: capitais, mercadorias, pessoas, telecomunicações e transportes
-Os principais blocos econômicos mundiais.
-Mundo de extremos - Integrados e excluídos da Globalização (excluídos nos integrados).



Estruturante: DIMENSÃO SÓCIOAMBIENTAL

Básico
-O comércio mundial e as implicações socioespaciais
-A distribuição das atividades produtivas, a transformação da paisagem e a (re) organização do espaço geográfico, contemplando a lei 9795/99 referente a política nacional da educação ambiental.
-A dinâmica da natureza e sua alteração pelo emprego de tecnologias de exploração e produção


Específico
- Acordos internacionais em defesa do meio ambiente
- Estocolmo
- Clube de Roma
- Eco 92
- Protocolo de Kyoto
- Protocolo de Montreal
- Desenvolvimento sustentável
-Impactos ambientais no meio urbano e rural
- Poluição (o que é águas, solo, ar, sonora, visual, química...).
- Efeito estufa
- Chuva ácida
- Destruição da camada de ozônio
- Escassez de água (desperdício geral – água, alimentos..., consumismo).
- Ilhas de calor
- Inversão térmica
- Uso indiscriminado de recursos naturais
- Erosão
-Degradação
-Desertificação
- Irrigação (acidez e salinização).
- Biodiversidade
-Desenvolvimento sustentável
-Aspectos físicos dos continentes: relevo, hidrografia, clima e vegetação.


CONTEÚDO POR SÉRIE - 1ª SÉRIE

Estruturante: DIMENSÃO ECONÔMICA DO ESPAÇO GEOGRÁFICO

Básico
 A distribuição espacial das atividades produtivas, a transformação da paisagem, a (re) organização do espaço geográfico do Paraná
 A formação, localização e exploração dos recursos naturais

Específico
- Dinâmica da natureza e sua alteração pelo emprego de tecnologias de exploração e produção
- Paisagens naturais – aspectos econômicos e turísticos
- Potencial econômico dos rios, oceanos, mares e lagos
-A economia do Estado do Paraná – Agricultura, pecuária, extrativismo, indústria, comércio, transporte e turismo

Estruturante: DIMENSÃO POLÍTICA DO ESPAÇO GEOGRÁFICO

Básico

-A distribuição e a localização espacial das atividades produtivas, a transformação da paisagem, a (re) organização do espaço geográfico.

Específico

 Representação do espaço através da produção, análise, leitura e orientações cartográficas
 O espaço paranaense
 Localização geográfica do Paraná
 Administração política e administrativa do Paraná

Estruturante: DINÂMICA CULTURAL DEMOGRÁFICA DO ESPAÇO GEOGRÁFICO

Básico.

-A formação e transformação das paisagens e a ação antrópica, contemplando as leis 10639/03 e 11645/08 referente a história e cultura afro-brasileira e dos povos indígenas.

Específico
 Ocupação e ação humana nas paisagens naturais
 Os aspectos humanos do Estado do Paraná
 População paranaense e a diversidade étnica e cultural
 Imigração e colonização
Estruturante: DIMENSÃO SOCIOAMBIENTAL DO ESPAÇO GEOGRÁFICO

Básico
 A formação e transformação das paisagens, contemplando a lei 9795/99, referente a política nacional da educação ambiental.
 A dinâmica da natureza e sua alteração pelo emprego de tecnologias de exploração e produção do Paraná
Específico
-Os grandes domínios naturais
-Os domínios naturais originais e suas transformações pela ação antrópica
-Dinâmica climática
-Elementos e fatores do clima – massas de ar, frentes, classificação climática, El niño.
-Grandes paisagens naturais da Terra (em todos os aspectos – físico, humano, social, político e econômico).
-Regiões polares
-Regiões temperadas
-Regiões tropicais
-Regiões desérticas
-Regiões montanhosas
-Hidrografia – a importância das águas no espaço geográfico: oceanos, rios e lagos. (situar o Brasil dentro dessas regiões).
- Oceanos características gerais: temperatura, salinidade, ondas, marés, correntes marítimas, profundidade;
- Tipos de mares.
- Oceanos e seu potencial econômico e degradação de recursos.
- Ecossistemas marinhos.
-Canais oceânicos e estreitos
-Rios formação e utilização; -
- Tipos de regimes fluviais;
- Partes de um rio;
- Os rios e o clima;
- Os rios e o relevo;
-Bacia e rede hidrográfica;
 Potencial econômico e a degradação dos rios.
 Paraná – aspectos físicos: relevo, hidrografia, litoral, clima e vegetação e fauna.


CONTEÚDO POR SÉRIE - 2ª SÉRIE

Estruturante: DIMENSÃO ECONÔMICA DO ESPAÇO GEOGRÁFICO

Básico
 As relações entre o campo e a cidade na sociedade capitalista
Específico
 Relação cidade – campo
 Interdependência e conseqüências geradas pelas relações cidade-campo
 Características da cidade e do campo
 Transformações recentes cidade-campo
 Urbanização
 Indústria, cidade e planejamento urbano
 Urbanização via industrialização
 Espaço agropecuário e o extrativismo brasileiro
 Recursos minerais e energéticos do Brasil
 A industrialização no Brasil
 Transportes brasileiros

Estruturante: DIMENSÃO POLÍTICA DO ESPAÇO GEOGRÁFICO

Básico
 A formação e o crescimento da cidade, a dinâmica dos espaços e a urbanização recente
 Os movimentos sociais, urbanos e rurais, e a apropriação do espaço

Específico
- O que é uma cidade?
- Urbanização nos países Desenvolvidos e Subdesenvolvidos.
- A urbanização do espaço brasileiro
- Organização político administrativa e a divisão regional do Brasil
- Regiões geo. econômicas e regiões segundo do IBGE.
- Regiões metropolitanas do Brasil


Estruturante: DINÂMICA CULTURAL DEMOGRÁFICA DO ESPAÇO GEOGRÁFICO

Básico
 A formação e o crescimento da cidade, a dinâmica dos espaços e a urbanização recente
 Os movimentos sociais, urbanos e rurais, e a apropriação do espaço
 A evolução demográfica, a distribuição espacial da população e os indicadores estatísticos
 Os movimentos migratórios e suas motivações
 A mobilidade populacional e as manifestações sócio-espaciais da diversidade cultural, contemplando as leis 10639/03 e 11645/08 referente a historia e cultura afro-brasileira, africana e dos povos indígenas.
Específico
 População e produção do espaço geográfico
 Dinâmica e urbanização – Indicadores sócios econômicos da urbanização
-Taxas populacionais
-Natalidade
-Mortalidade
-Crescimento vegetativo
-Fecundidade
-Mortalidade infantil
-População mundial.
-Crescimento da população mundial (histórico)
-Teoria de Matos e o Neomalthusianismo
-Fases do crescimento populacional
-População absoluta e densidade demográfica
-Superpovoamento
-Explosão demográfica
-Os países que mais crescem
-Os formigueiros humanos
-Distribuição geográfica da população – fatores determinantes da distribuição populacional
- Fatores físicos ou naturais
- Fatores históricos
- Fatores econômicos
-Estrutura etária da população
-Distribuição da população por sexo e pirâmide etária
-Migrações populacionais
-Tipos de migrações
-Causas das migrações
-Conseqüências das migrações
-Migrações internacionais
-Globalização e as migrações
-Barreira aos imigrantes
-Migrações no Brasil e no Paraná
-População brasileira e paranaense: crescimento, formação étnica, distribuição e estrutura.
 Movimentos migratórios internos – brasileiros e paranaenses.
 Os meios de comunicação do Brasil

Estruturante: DIMENSÃO SÓCIOAMBIENTAL DO ESPAÇO GEOGRÁFICO
Básico
 Os movimentos sociais, urbanos e rurais, e a apropriação do espaço
 A formação e o crescimento da cidade, a dinâmica dos espaços e a urbanização recente, contemplando alei 9795/99, referente a política nacional da educação ambiental.
Específico
 A industrialização e os impactos sócios ambientais nos espaços urbanos e rurais
 Estrutura geológica e relevo brasileiro
 Hidrografia brasileira
 Espaço litorâneo brasileiro
 Dinâmica climáticas do Brasil
 Ecossistemas brasileiros

CONTEÚDO POR SÉRIE - 3ª SÉRIE

Estruturante: DIMENSÃO ECONÔMICA DO ESPAÇO GEOGRÁFICO
Básico
 A revolução técnico-científico-informacional e os novos avanços no espaço da produção
 O espaço rural e a modernização da agricultura
 O espaço em rede: produção, transporte e comunicação na atual configuração territorial
 A circulação de mão-de-obra, do capital, das mercadorias e das informações
 O comércio e as implicações socioespaciais

Específico
-Modo de produção, a organização do espaço no capitalismo e a globalização.
-Modo de produção comunitário primitivo
-Modo de produção escravista
-A produção do espaço geográfico no Feudalismo
-A produção do espaço geográfico no capitalismo
-As Revoluções
-Primeira Revolução Industrial
-Segunda Revolução Industrial
-Capitalismo financeiro ou monopolista
-Terceira Revolução Industrial ou Técnico Científica
-Organização do trabalho e da produção
-Novos países industrializados
-Substituição de importações e de exportações.
-Comércio mundial.
-Tendências e problemas das atividades agropecuárias e os sistemas agrários.
-Atividade agrária no mundo
-Os sistemas agrícolas
-A revolução agrícola e a revolução verde
-Biotecnologia na agropecuária
-Agricultura orgânica
-A política agrícola e o mercado mundial
-As atividades agrícolas no mundo subdesenvolvido
-Pecuária – rebanhos, tecnologia, clonagem...
Estruturante: DIMENSÃO POLÍTICA DO ESPAÇO GEOGRÁFICO
Básico
 A nova ordem mundial, os territórios supranacionais e o papel do Estado
 Formação, mobilidade das fronteiras e a reconfiguração do territórios, contemplando as leis 10639/03 e 11645/08 referente a história e cultura afro-brasileira e dos povos indígenas.
 As diversas regionalizações do espaço geográfico

Específico
 Organização do espaço geográfico mundial
 Os principais conceitos de Geografia para entendimento do espaço mundial
- O espaço geográfico
- Fronteira, território e territorialidade.
- Principais tipos de fronteira
- Está-nação
- A organização do espaço, a formação dos estados nacionais e países atuais.
- Origem e formação dos Estados
- Países atuais, territórios e possessões.
- A nova ordem mundial e os blocos econômicos regionais
- Organizações internacionais e regionais
- Regionalização da economia e a globalização
- Conseqüências da globalização
- Empresas globais
- O subdesenvolvimento origem e principais características
- Divisão internacional do trabalho e a produção de espaços geográficos desiguais.
- Fontes de energia
- Petróleo
- Carvão mineral
- Gás natural
- Energia elétrica – hidrelétrica termoelétrica e energia nuclear.
- Fontes de energia alternativa – eólica, das marés, biodigestores, geo. térmica...

Estruturante: A DIMENSÃO CULTURAL DEMOGRÁFICA DO ESPAÇO GEOGRÁFICO
Básico
 A circulação de mão-de-obra, do capital, das mercadorias e das informações
Específico
- A identidade nacional e o processo de globalização.
- A influencia da globalização no dia a dia da população.
- O desemprego global.
- A globalização de idéias.
- A era do consumo globalizado.
 Os excluídos do processo da globalização.

Estruturante: A DIMENSÃO SOCIOAMBIENTAL DO ESPAÇO GEOGRÁFICO
Básico
 As implicações socioespaciais do processo de mundialização. Contemplando a lei 9795/99 da política nacional da educação ambiental.
Específico
- Paisagens geográficas.
- Eras geológicas – placas tectônicas e deriva dos Continentes
- Os solos – características gerais
- Classificação e composição
- Fertilidade, erosão, degradação e conservação dos solos.
- Fertilizantes químicos
- Destruição da natureza através das atividades humanas
- Erosão
- Poluição do solo
- Impactos ambientais
- Poluição – ar, águas, sonora, visual, química, térmica, industrial, nuclear...
- Lixo urbano
- Desenvolvimento sustentável
- Biodiversidade
- Reciclagem






ENCAMINHAMENTOS METODOLÓGICOS

Dentro da disciplina de Geografia os conteúdos específicos a serem trabalhados de forma crítica e dinâmica, de maneira que a teoria, a prática e a realidade dos educandos sejam interligadas, em coerência com os fundamentos teóricos propostos, segundo as diretrizes curriculares da rede pública de educação básica do Estado do Paraná.
Tendo como sustentabilidade os conteúdos estruturantes: dimensão sócio-ambiental, dinâmica cultural e demográfica, dimensão econômica da produção do/no espaço e geopolítica; ampliando a abordagem dos conhecimentos específicos que dele são derivados, disponíveis em diferentes materiais didáticos.
Num contexto mais local a Geografia deve integrar em seus conteúdos e abordagens as especificidades locais direcionadas à população rural integrando a seus conteúdos os eixos da educação do campo.
Os problemas rurais e urbanos, a cultura e a identidade da população; a interdependência entre o campo e a cidade envolvendo questões agrárias e desenvolvimento sustentável bem como a organização política, os movimentos sociais e a cidadania considerando os conteúdos específicos relacionados a essas questões em cada nível de ensino.
O trabalho pedagógico envolverá a pluralidade étnica local, bem como abordará a cultura afro-brasileira, a africana e a indígena, e também os desafios educacionais contemporâneos: sexualidade, prevenção ao uso indevido de drogas, educação fiscal, enfrentamento à violência na escolar e educação ambiental, sempre que os conteúdos permitirem.
Os conteúdos serão abordados, especializados e tratados em diferentes escalas geográficas com uso da linguagem cartográfica – signos, orientação, convenções, e a realidade local e paranaense serão considerados sempre que possível.
Como forma prática da trabalhar em sala de aula, o professor poderá utilizar-se de:
Texto: preferencialmente utilizados como introdução, síntese ou leitura complementar. O aluno deve ser estimulado a ler além das palavras, contraporem idéias e compreender diferentes interpretações sobre um mesmo tema, analisando e argumentando.
Experimentos: não deve consistir apenas numa forma de constatação, mas sim de interpretação dos resultados obtidos e comparação com os previstos.
Visitas orientadas: as excursões devem ser preparadas com antecedência e o ambiente reconhecido. É necessária a elaboração de um roteiro de trabalho para a organização da pesquisa. É importante a discussão sobre a preservação do ambiente explorado, não sendo necessárias coletas sem propósito. Podem ser utilizadas ilustrações ou fotografias para documentar a expedição.
Debates: devem ser precedidos pelo domínio do tema proposto para que a argumentação seja significativa e possibilite a interação da turma através de júri simulado. Trata-se de uma excelente estratégia de ampliação do universo do aluno, devendo o professor selecionar aspectos relevantes ao assunto.
Aulas expositivas: através delas o professor transfere os conteúdos aos seus alunos. São muito úteis para fornecer informações prévias para um debate, jogo ou até experimento. Porém, serão adequadas se estiverem baseadas no diálogo, na participação efetiva dos alunos e na construção coletiva do conhecimento.
Recursos Tecnológicos: adequados quando utilizados como complementação ou introdução. Um filme, um software, uso da TV pen drive, utilização do laboratório de informática e internet, um slide ou uma música podem contemplar tanto a necessidade concreta quanto a cognitiva, uma vez que o aluno terá que estabelecer conexões com o conteúdo estudado e aprofundar suas relações.
Jogos: são caracterizados pelo cunho desafiador, estimulando os alunos à superação de um problema.
Pesquisas: solicitadas como complemento do tema estudado, para anteceder uma discussão. O professor orientará o aluno, desde as fontes bibliográficas até o objetivo da pesquisa, delimitando ao máximo o assunto, uma vez que a Geografia é caracterizada pela riqueza de informações e relações.
Projetos: em geral são executados por uma equipe, Avalia-se desde sua organização até o resultado final. É uma estratégia mais elaborada, apresentando várias fases: seleção do assunto, elaboração de um pleno de trabalho, desenvolvimento do projeto e resultado final.
Aulas práticas: sua função maior é proporcionar autonomia ao aluno para analisar resultados e inferir conclusões, quando os mesmos são diferentes daqueles previstos, o que não significa que seja desnecessária uma orientação, um roteiro de trabalho ou relatório.

Para a incrementação das aulas com o objetivo de diversificá-las ao máximo poderão ser utilizadas estratégias tais como:
• Os assuntos serão organizados em momentos de estudo individual, grupos e trabalho coletivo;
• Leitura de gráficos variados;
• Uso de vídeos específicos com análise, discussão e interpretação de fatos;
• Trabalho com figuras ilustrativas, charges, mapas, etc.;
• Entrevistas, coletas e organização e utilização de dados;
• Leitura, produção e interpretação de textos;
• Análise e interpretação de letras musicais;
• Produção de paródias;
• Montagem de painéis;
• Técnicas de desenvolvimento da expressão oral;
• Palestras;
• Montagem de painéis;
• Apresentação de mini aulas e dramatizações;
• Produção de histórias em quadrinhos;
• Montagem de textos ilustrados e atividades lúdicas;
• Uso de diferentes fontes geográficas;
• Criação de peças teatrais


PROPOSTA PARA AVALIAÇÃO

A educação é um instrumento de transformação da prática social.
O aluno está se envolvendo numa realidade histórica e terá que ser capaz de transformá-la num processo de reelaboração constante e isto se fará gradativamente.
A Geografia tem como objeto de avaliação as transformações que se processam no espaço através do trabalho e a maneira como os homens organizam e produzem o espaço, ao longo do processo, o professor avaliará esses eixos de forma a diagnosticar se o aluno reelaborou seu saber, e se desenvolveu ou adquiriu novas habilidades.
A avaliação é um instrumento sinalizador do progresso do aluno em todos os seus domínios. Nesse sentido ela não pode ser encarada como resultado do aprendizado, mas sim como processo de sua construção, incidindo tanto sobre o aluno, como sobre a proposta de ensino. Dessa forma, deve ser coerente com a dinâmica de aprendizagem utilizada nas aulas, sem o que, passa a carecer de sentido prático.
A avaliação identifica a aprendizagem, assimilação de conceitos a partir da metodologia adotada pelo professor. A partir daí a sua aplicação exige o estabelecimento de prioridades, ou seja, do que se considera essencial dentre tudo o que ensina.
A finalidade da avaliação é ajudar os professores a planejar a continuidade dos trabalhos a serem desenvolvidos, ajustando ao ritmo dos alunos, certificar se o método adotado está surtindo resultados satisfatórios, buscar condições de superar obstáculos e desenvolver a autonomia.
A avaliação a ser feita tenderá a ser Diagnóstica e Formativa desenvolvida através de formas diversificadas, levando em consideração a participação ativa dos alunos em todas as circunstâncias, tais como:
• Argumentação oral;
• Resultados obtidos em exercícios, testes, trabalhos, pesquisas, experiências;
• Produção e interpretação de diferentes tipos de textos;
• Relatório descritivo de elaboração de experimentos;
• Relatórios de exibição de vídeo e pesquisas;
• Elaboração de painéis e textos ilustrativos;
• Produção de histórias em quadrinhos;
• Coleta e organização de informações;
• Análise, produção, interpretação e uso de recursos gráficos;
• Simulação de teste; provas;
• Análise e interpretação de letras musicais;
• Produção de paródias;
• Palestras;
• Resultados obtidos em dramatizações;
• Desenvolvimento de atividades lúdicas tais como: bingo, loteria geográfica, passa ou repassa júri simulado, etc.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
PARANÁ. Diretrizes Curriculares Estaduais para o Ensino de Geografia.Ensino Fundamental e Médio. SEED/PARANÁ. Curitiba, 2009.
PARANÁ. Projeto Político Pedagógico do Colégio Estadual Barão do Cerro Azul. Cruz Machado, 2008.
SENE, Eustáquio de; Moreira, João Carlos; Coleção Trilhas da Geografia, Editora Scipione, 2001.
ADAS, Melhem, Componente curricular: Geografia, Ed. Moderna, São Paulo, 2002.
KAERCHER, Nestor André, Geografia em sala de aula, práticas e reflexões, Ed. UFRGS, 4ª edição Porto Alegre.
LUCCI, Elian Alabi, Geografia O Homem no Espaço Global, 3ª ed., Editora Saraiva, 1998.
COELHO, Marcos de Amorim e TERRA, Ligia, Geografia Geral – O Espaço Natural e Socioeconômico, Ed. Moderna, São Paulo, 2002.
LUCCI, Elian Alabi; BRANCO, Anselmo Lazaro; MENDONÇA, Cláudio; Geografia Geral e do Brasil – Ensino Médio, Ed, Saraiva 2003.
ALMEIDA, L.Marina Alves; RIGOLIN, Tércio Barbosa, Geografia – Série Volume Único, Ed. Ática 2000.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário